Close

Vida no Quénia

Olá. O meu nome é Patrícia vivo em Lisboa e, por motivos profissionais vou mudar-me para o Quénia em breve. Confesso que estou um pouco assustada mas entusiasmada. Alguém que viva aí que me possa falar sobre o país? (custo de vida, pessoas, costumes, clima, sistema de saúde, se é um país calmo etc etc.) Obrigada.

Bom dia Patrícia,

Chamo-me Luis Filipe, sou de Coimbra e trabalho no Quénia desde Novembro de 2015. Sou engenheiro quimico mas aqui, estou trabalhando como HSE Manager na empresa espanhola Isolux Corsán.

O Quénia até é dos paises um pouquinho mais desenvolvidos de África. Aqui encontrarás quase de tudo o que estamos habituados em Portugal. Os supermercados Nakumat e Chandarana (indios) conseguem satisfazer as nossas rotinas diárias, se bem que algo se passa com a cadeia Nakumat que muitos artigos estão desaparecendo nos últimos meses sem reposição...

As compras custam o mesmo ou um pouquinho mais que Portugal, o frango é mais caro mas a carne de vaca, por exemplo, é mais barata. A habitação essa sim é cara, pela qualidade que é oferecida. Um apartamento T1 ou T2, em zonas razoáveis da cidade, não custam menos de 900 euros mensais (não mobilados) ou 1200 para os mobilados. Melhores zonas são Kilimani, Hurligham, Lavington, Westlands, Parklands, Karen. Evita zonas como Embakasi, Buruburu, Kibera, Pangani, Tika Road (Kasarani, Roysambu, Kaawa, Ruaraka, Juja)).

Tráfico é horrivel, "matatos" (hiace mini van a que chamam táxi...) conduzem como animais, não respeitam nada!!! Engarrafamentos são constantes. Aconselho-te vivamente a arrendares apartamento o mais próximo possivel do teu trabalho.

Saúde pública e escolas públicas nem pensar!!! Hospitais com algum nivel a que estamos habituados tens o Aga Khan University Hospital (Parklands) e o Nairobi Hospital (Upper Hill) perto do centro da cidade, aqui chamado de CBD (central Business district). Escolas tens sim de nivel europeu, se tens pequenos, custam por criança mais de 500 euros mensais...

O Quénia é um país relativamente calmo, mas agora não o vai ser até final de Agosto. Eleições presidenciais a 8 de Agosto, acredita que vai haver muita convulsão, pela rivalidade entre o Sr. Raila (candidato da Nasa) e o actual presidente Uhuru Kenyata (partido Jubilee) ninguém vai aceitar resultados, Agosto não é aconselhável a brancos estarem no Quénia. Convém fazer stock de bens de primeira necessidade até finais de Junho, tudo vai faltar: leite, massas, farinhas, horticulas (comprar latas de concentrado de tomate) etc. Quénia é seguro de dia, mas não caminhes à noite, se saires sai de carro.

Existem muitos restaurantes, para todos os gostos e feitios, a vida nocturna é boa, há muitos lugares para se divertir, especialmente em Westlands e Kilimani. Também há cinemas, corridas de cavalos e outras actividades. Convém não sair sozinha à noite...

Quanto a quenianos.... aqui sim vem o pior.... como ex colónia inglesa, espera-te um povo que só ficou com os maus hábitos britânicos; arrogantes, pretenciosos, individualistas, indiferentes, só se preocupam em ganhar dinheiro e o mais facilmente possivel, acredita só vêm dinheiro à frente!!! Tudo o que te disserem de contrário, escuta, mas depois um dia me darás razão... Claro de pessoal que trabalha na ONU terás resposta diferente, mas eu vivo na Nairobi real e eles não... E já trabalhei em outros 5 paises de África, sei comparar....

Há uma comunidade de protugueses a residir aqui, somos poucos, e costumam se encontrar, eu por acaso ainda não tive disponibilidade pois reparto o meu tempo entre Nairobi e Addis Ababa na Etiopia.

Qualquer coisa mais, fica com os meus contactos: telemóvel +254791497290 (dentro do Quénia 0791497290), Email: luiscondeixa[at]gmail.com

Sejas bem vinda,
Melhores cumprimentos,

Luis Filipe Vilão

Ola Patricia,

Increvi me agora neste grupo,mas ja vivo no Quenia ha 2 Anos, dos Paises de Africa e dos paises mais seguros para de viver e trabalhar,mas claro tambem nao e tudo cor de rosa,e as vezes tem de ser ter uma grande dose de paciencia.

Cumprimentos

Luis Santos

Olá Luís,

Obrigada pela sua resposta, só agora é que a vi. Bom, de facto há que ter em conta todas essas questões. Foi me feita uma proposta para trabalhar na Embaixada de Angola no Quenia como tradutora/ intérprete mas estou reticente, pois as despesas de habitação, alimentação e afins ficarão todas a meu cargo. Não sei até que ponto compensará, sendo que o objetivo não é ficar aí a viver para sempre mas sim, poder poupar e enviar para Portugal. Qual o valor que considera mínimo para uma vida razoável no Quenia?
Obrigada,

Patrícia Filipe

Ola Patricia,

A Zona das Embaixadas,GIGIRI,e um pouco cara para se morar,mas consegue arranjar casas ou ate mesmo Aparthotel,ja mobilado e com servico de limpeza incluido.
Onde estou a residir em Kilimani custa cerca de 1300$ dolares mensais e tem tudo incluido mas e possivel arranjar bem mais barato.Tambem ha muitas pessoas a partilhar casas,onde o preco do quarto fica bem mais barato,com tudo incluido e tambem e uma boa opcao.
Em relacao ao custo de vida,bom se nao se fizer muitas extravagancias cerca de 600 dls mensais chega para fazer uma vida razoavel,claro nao contar com jantares fora por isso sim encarrece e muito o orcamento,mas se fizer uma vida dita normal,os valores que lhe disse mais dolar menos dolar chega.

Se precisar de mais algum esclarecimento disponha.
Cumprimentos

Luis Santos

Olá Luís,

Obrigada pela sua resposta, só agora é que a vi. Bom, de facto há que ter em conta todas essas questões. Foi-me feita uma proposta para trabalhar na Embaixada de Angola no Quénia como tradutora/ intérprete mas estou reticente, pois as despesas de habitação, alimentação e afins ficarão todas a meu cargo. Não sei até que ponto compensará, sendo que o objetivo não é ficar a viver aí para sempre mas sim poder poupar e enviar para Portugal. Qual o valor que considera mínimo para um estilo de vida razoável no Quénia?
Obrigada,
Patrícia Filipe

Nova discussão

Mudar-se para Quénia

Algumas dicas profissionais sobre mudar-se para Quénia.