Close

5 boas razões para viver nas Ilhas Mauricías

Olá a todos!

Estás a viver nas Ilhas Mauricías? Por favor partilha a tua experiência com quem está a pensar mudar-se para Ilhas Mauricías.

Diga-nos cinco boas razões para se viver nas Ilhas Mauricías?

Podes partilhar connosco, o que achas que são boas razões para se viver nas Ilhas Mauricías?

Obrigado por partilhares a tua experiência connosco!

Diogo

Nao recomendo este pais nem pro meu pior inimigo! Miséria, racismo estão por todos os lados. Maldito dia em que decidi viver aqui. A língua oficial e inglês mas as pessoas só falam creolo e quando falam inglês e horrível. A base salarial e ridícula, não paga nem um jantar num restaurante mais ou menos. Desesperada pra sair logo daqui!!!

Nossa, não é tão ruim assim não. O lugar é belíssimo e tem muitas opções de lazer. É verdade que de noite aqui é meio morto e que as pessoas são bem reservadas. Agora racismo... pode até existir um certo comunitarismo, mas sem agressões e hostilidade.
Miséria? Bom, existem pessoas pobres aqui, mas pra quem vem do Brasil aqui é um paraíso. Nem se compara, sem falar que não existe desigualdades sociais tão discrepantes.
Quanto ao salário, realmente quem pensou em vir aqui e ganhar extraordinários salários pode se dar mal. Até tem gente que ganha bem, mas a base (o mínimo) é bem mínimo mesmo.
Mas senão pode-se viver aqui muito bem, longe de estresses e com qualidade.

Vc e muito otimista! Nao to acostumada com nao ter agua em casa por  exemplo, e esse costume de comer sem o uso de talheres tbm me incomoda. Falo de racismo porque meu ex-chefe me tratava muito mal por ser mulher e branca! Ele so dava tarefas importantes pra quem fosse homem e Mauriciano (outras mulheres mauricianas se sentiam como eu), mesmo eu tendo capacidade profissional acima do individuo em questao. Aqui nao se tem acesso a teatro, opera, o cinema e so em frances (que eu ate compreendo) mas eu gosto de assistir os filmes na versao original em ingles, sem chance... Os restaurantes entao nem se fala, uma porcaria; custam caro e nao tem qualidade. Gostaria de ter uma atitude mais positiva mas esta dificil, vim da classe media do litoral de Sao Paulo, isso aqui pra mim e uma grande favela!

Poxa, acho que você caiu num nicho daqui bem peculiar. O problema de água aqui é normal por ser uma ilha e não ter grandes reservas. Então, se passa um momento sem chover, é certo ter o racionamento. Se não for o caso, você deve estar morando numa área bem desprovida da ilha. Onde eu moro não tenho esse tipo de problema.
O não uso de talher é típico dos descendentes de indianos. Eles são a maioria aqui. Então, é costume deles e é bom respeitar. Na minha casa e na maioria das casas de meus amigos mauricianos não descendentes indianos eu sempre como e comi com talher.
Quanto ao problema no seu trabalho, eu acho que o termo correto é machismo e não racismo. É verdade, aqui tem muito machismo, principalmente dentro das comunidades indianas. Uma das coisas que mais me chocou aqui é chegar numa festa privada (em casas) e homens e mulheres ficam em lugares separados. Mas em festas públicas (boates etc) isso não acontece.
Agora lhe garanto que tem empresas aqui onde as mulheres ocupam cargos de comando e são tratadas como iguais. Procure que com certeza você vai encontrar um emprego onde não vai ser tratada com desprezo.
Quanto à parte cultural, eu concordo. Os mauricianos estão bem abaixo da média. Já ouvi aqui várias vezes que não gostam de teatro. E cinema é daquele jeito mesmo. Mas calma! Existem sessões em VO às 18h nos grandes cinemas daqui. No entanto, difícil é encontrar um filme bom entre os blockbusters et os de bollyhood. O jeito é baixar pela Internet e assistir em casa. O que faço.
Em relação aos restaurantes, concordo também. Não existe muita variedade, os preços são altos e a qualidade do serviço horrrível. Mas meus amigos mauricianos insistem que existem bons restaurantes e com comida creole de qualidade, porque também o pau que rola é somente pratos chineses e indianos e nada mais. Mas quanto a esse quesito, eu acho que eles têm razão. Existem bons restaurantes sim, até mesmo simples. Digo porque já fui em um no sul e devem existir outros. Eu é que não sou muito de ir a restaurantes.
Não sei se você já teve a oportunidade de passear bem pela ilha, mas lhe digo que falar que toda a ilha é uma favela é sem cabimento. Não conheço o litoral paulista, pois sou de Fortaleza onde temos um litoral dos mais belos do Brasil. Então, posso lhe dizer que meus olhos já viram aqui lugares belíssimos, com belas mansões e casas. Talvez o cenário não seja tão de metrópole como no Brasil, mas afinal estamos numa ilha e aqui tem sua autenticidade. Quando eu vejo aqui casas cujos quintais são praias de mar cristalino, não consigo encontrar algo comparável em outros lugares. Pelo menos, por onde passei.
Tenha paciência e uma mente mais aberta pras diferenças, aí as coisas tendem a melhorar.

Boa noite.

Sou Portuguesa e vivo actualmente em Maputo.
Gostaria de saber como é o processo de legalização / permanência de estrangeiros em território Mauriciano. É fácil / barato?

Muito obrigada.

Oi, Curado!

Eu não saberia te responder com precisão, mas se vens a trabalho não é complicado desde que já tenha tudo acertado com a empresa. Vir aqui e se instalar assim sem emprego ou não ser casada com um Mauriciano não deve ser fácil. Estrangeiros podem ficar aqui até seis meses como turistas. Acredito que devam existir outros tipos de vistos, mas não tenho muita informação a respeito. No fórum, tem manuais interessantes com bastantes informações para expatriados. Talvez você possa encontrar algo mais preciso por lá.

Boa sorte!

Olá!

Vivo em Maurício há seis meses e até agora vi muito pouco que me desagrade aqui.

Primeiro, gostaria de dizer que as pessoas são muito amáveis. Se tiver qualquer dúvida sobre qualquer coisa, é só perguntar a alguém do seu lado. Seja cortês e receberá calorosas palavras de boas-vindas.
Segundo, a cultura é muito diversa. Há muitas tradições e deve-se respeitar isso. Se você não concorda com alguma coisa, sinto muito informar, mas não é por que você simplesmente não concorda, acha feio ou se sente desconfortável que as coisas irão mudar. Tente entender e estudar um pouco (ou falar com as pessoas) sobre como e por que aquela situação é daquele jeito.
Terceiro, as paisagens são incríveis. Ainda me impressiono com as mesmas cenas e com os mesmos caminhos onde passo: montanhas, praias, pequenas vilas e também modernas construções.
Quarto, os serviços são limitados, mas nos grandes centros você consegue achar qualquer coisa que precise. Procure nos centros como Rose Hill, Quatre Bornes e Port Louis. Na internet a quantidade de informações é limitada também, portanto talvez você precise tirar um dia para andar com calma por cada um desses centros, mas será uma boa experiência, garanto.
E pra fechar, gostaria de dizer que minha opinião é que os estrangeiros devem ter especial preocupação e atenção com o lugar. É claro que é possível viver em conjunto, mas antes de qualquer coisa o lugar é deles, a cultura é deles e as coisas tendem a ser do jeito que eles querem. E isso não é ruim. Pelo contrário, pra quem está aberto para novas experiências, isso é como achar ouro!

Continuo aprendendo muito aqui. Tenho interesse em ficar mais tempo e explorar mais dessa ilha bonita. E gostaria de conhecer quem compartilha dos mesmos interesses que eu

:)

Nova discussão

Mudar-se para Ilha Mauricía

Algumas dicas profissionais sobre mudar-se para Ilha Mauricía.

Vôos para Ilha Mauricía

Os vôos mais baratos para Ilha Mauricía.